Oferta Relâmpago
Hope Lingerie Logo
Hope Resort Logo
Bonjour Lingerie

Frete Grátis nas compras acima de R$ 249,00 | 6X sem juros*

Dia da Mulher: entenda a história e a importância

Mulher veste body branco com renda. Ela está de pé em frente a pedras e mar. Imagem para ilustrar conteúdo sobre Dia da Mulher.

Anualmente, o Dia da Mulher é celebrado em 8 de março na maioria dos países. Muito mais que uma data para homenagear a força feminina, esse é um marco das reivindicações por igualdade de gênero e direitos.

Por que o Dia da Mulher acontece em 8 de março?

Muitas pessoas associam o início da história do Dia da Mulher ao incêndio na Triangle Shirtwaist Company, em Nova York, em 25 de março de 1911.

O incidente matou 149 pessoas, sendo 125 mulheres e deixou em evidência as más condições de trabalho enfrentadas pelas trabalhadoras durante a Revolução Industrial.

O início dos protestos

Porém, dois anos antes, protestos já reivindicavam direitos das mulheres trabalhadoras. Um deles aconteceu em 26 de fevereiro de 1909, também em Nova York.

Naquele dia, cerca de 15 mil mulheres foram às ruas pedir por melhores condições de trabalho e redução da carga horária, que chegava a 16 horas diárias.

Milhares de mulheres protestam nas ruas por direitos iguais, no século XX. Esses protestos resultaram no Dia da Mulher.
Foto: Reprodução

No ano seguinte, a jornalista alemã Clara Zetkin, que participava do grupo Mulheres Socialistas, propôs a criação de uma jornada de manifestações pela:

  • igualdade de direitos entre homens e mulheres trabalhadores;
  • sufrágio feminino;
  • acesso à educação.

O primeiro dia oficial das manifestações foi 19 de março de 1911. Já em 1917, aconteceu a primeira manifestação no dia 8 de março. Várias operárias protestaram contra a fome e a Primeira Guerra Mundial.

Essa data foi oficializada pelos soviéticos como Dia da Mulher Heroica e Trabalhadora. A data como conhecemos hoje só foi oficializado em 1975, pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Inclusive, esse ano foi intitulado como o Ano Internacional da Mulher, para relembrar as conquistas femininas, como direito ao voto e melhores condições de trabalho. A seguir, veja porque se comemora até os dias atuais.

Milhares de mulheres protestam nas ruas por direitos iguais, no século XX. Esses protestos resultaram no Dia da Mulher.
Foto: Reprodução

Qual é a importância do Dia da Mulher e o que ele representa?

Desde 1917, vários direitos foram conquistados pelas mulheres. Porém, ainda há muito para ser feito.

A desigualdade de gênero permanece até os dias atuais: segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE):

  • 54,5% das mulheres com mais de 15 anos integraram a força de trabalho no Brasil em 2019;
  • o percentual masculino foi de 73,7%.

Além das questões trabalhistas, as mulheres seguem sofrendo violência de gênero.

Segundo o Instituto DataSenado, em parceria com o Observatório da Mulher Contra a Violência, 68% das brasileiras conhecem uma ou mais mulheres que foram, ou são, vítimas de violência doméstica ou familiar.

Já 27% declararam ter sofrido algum tipo de agressão por parte de um homem. A importância do Dia da Mulher está relacionada justamente a essas questões.

A data serve muito mais que uma celebração do que já foi conquistado. O objetivo é relembrar que ainda há um longo caminho a ser percorrido para alcançarmos a tão desejada igualdade de gênero.

Quais são as principais reivindicações do 8 de março?

Ao longo de mais de 100 anos de história, o Dia da Mulher foi marcado por vitórias e derrotas. Muito do que foi reivindicado no século XX, foi conquistado. Hoje, as lutas são outras, como já vimos.

Atualmente, as principais reivindicações das mulheres estão relacionadas a questões, como:

  • empoderamento econômico e político;
  • representatividade em cargos de liderança, principalmente entre as mulheres negras e transexuais;
  • educação inclusiva e igualitária;
  • liberdade sexual;
  • saúde integral;
  • enfrentamento à violência (física, moral, sexual ou verbal).

Como fazer sua parte no Dia Internacional da Mulher?

No dia 8 de março, muitas mulheres gostam de se manifestar pelos seus direitos. Porém, a luta não está somente nas ruas: você pode fazer sua parte de diferentes formas.

Participe ou sugira ações para o Dia da Mulher no seu trabalho ou na escola da sua filha, como, por exemplo:

  • palestras;
  • distribuição de livros;
  • produção de conteúdos sobre o tema;
  • rodas de conversa.

Celebre as mulheres da sua vida

Além dessas ideias, você pode homenagear a figura feminina da sua vida: mãe, avó, tia, irmã, namorada ou esposa. Lembre a ela que vocês estão juntas nessa luta e sente orgulho das conquistas.

Apoie e demonstre que unidas é possível mudar a realidade ao redor. É claro que tudo isso não deve se limitar apenas ao dia 8 de março.

Reivindicar direitos e colocar mulheres para cima, empoderando-as, é uma tarefa diária, representada desde as pequenas atitudes até as maiores conquistas.

Link do produto dessa foto: Body modelador

Gostou do nosso conteúdo? Aqui, no blog Loucas por Lingerie, você encontra vários outros textos sobre o universo feminino, desde comportamento até as últimas novidades e tendências da moda.

Se você se interessou pelo assunto, aproveite para ler nosso conteúdo sobre empoderamento feminino. Nele, explicamos o termo e o que ele representa na luta das mulheres com mais detalhes. Confira!

PRODUTOS RELACIONADOS

Gostou desse conteúdo? Leia também: