01. #PapoÍntimo com Flávio Augusto

Na estreia de seu podcast Papo Íntimo, Sandra Chayo recebeu o empreendedor Flávio Augusto para uma conversa sobre sua trajetória de sucesso nos negócios. Ele é o CEO da rede de educação Wiser e já foi proprietário do time de futebol Orlando City.

Quem foi o primeiro convidado do podcast Papo Íntimo de Sandra Chayo?

Sandra Chayo, CEO da empresa de moda íntima HOPE, estreou seu podcast Papo Íntimo com a presença de Flávio Augusto.

O empresário fundou a rede de escolas de inglês Wise Up, que hoje é uma das maiores franquias do ramo, com milhares de unidades.

O objetivo do programa é trazer empreendedores para dividir suas histórias de sucesso e assim, inspirar quem deseja trilhar o mesmo caminho. 

Em uma conversa descontraída, Sandra pergunta sobre o que motiva Flávio, bem como, os sonhos que ele ainda almeja realizar..

Quais são os principais pontos da entrevista de Sandra Chayo com o empreendedor Flávio Augusto?

Flávio Augusto contou um pouco sobre o início de sua carreira, quando iniciou na área de vendas e teve que enfrentar uma rotina dura, passando mais de 5 horas por dia no transporte público.

Ele contou ainda como foi a sua jornada até o momento em que decidiu abrir o seu próprio negócio, além dos riscos que teve que assumir.

Além disso, falou sobre suas convicções, sendo uma delas de que não deseja que os filhos herdem o seu negócio.

Nesse contexto, ele explicou que, em sua opinião, toda empresa está fadada a falir, ser vendida ou herdada.

Mas, a última opção não é a ideal, porque nem sempre os herdeiros terão a competência ou a mesma paixão para tocar o negócio.

Papo Íntimo com Flávio Augusto
Flávio Augusto é o primeiro convidado de Sandra Chayo no podcast Papo Íntimo. Imagem do Tumpats

Quais são os pilares da trajetória de sucesso de Flávio Augusto?

Flávio contou que sempre teve um espírito empreendedor, tanto que sua primeira venda foi de um relógio seu. Em seguida, ele comprou mais dois e começou a escalar o negócio. 

Depois, ele começou a trabalhar com a venda de cursos de inglês e em pouco tempo, então, assumiu o cargo de gerência dentro da empresa. 

Metas bem definidas

Um ponto que Flávio considera essencial para atingir o sucesso é ter alguma meta a alcançar, porque isso faz com que a pessoa tenha foco. 

Em seu exemplo pessoal, ele disse que aos 18 anos, sua meta era conseguir se manter e ter dinheiro para sair com a namorada, hoje sua esposa.

Depois, seu objetivo era conseguir casar e assim, ao longo da vida sempre fixou algo que precisava atingir.

Inconformismo

Outro ponto de destaque que contribuiu para o sucesso de Flávio foi não se conformar ou se acomodar na carreira.

Nesse contexto, antes dos 25 anos, ele já tinha um bom cargo de gerência na empresa em que trabalhava quando decidiu começar seu próprio negócio.

Ele arriscou e usou o valor que tinha disponível no cheque especial para iniciar sua própria escola de inglês, mas focado no público adulto.

Ele, aliás, não indica essa atitude para ninguém, porque o retorno de um negócio pode demorar pelo menos um ano.

No caso dele, no entanto, conseguiu fazer com que a operação se pagasse já no primeiro mês, uma vez que tinha experiência no ramo.

Como Flávio Augusto começou a Wise Up?

Flávio Augusto abriu a primeira unidade da escola de inglês no centro do Rio de Janeiro, em um imóvel com cerca de 400 m². O sucesso do negócio se deve aos diferenciais da proposta de ensino, dentre eles:

  • foco no público adulto;
  • cursos com duração máxima de 18 meses.

Ele enxergou essa demanda no mercado, uma vez que na época entraram muitas multinacionais no Brasil. Por isso, a exigência por profissionais com fluência no inglês era uma boa oportunidade.

O negócio deu tão certo que, poucos meses depois, abriram uma segunda unidade em São Paulo, na Avenida Paulista.

Crescimento da rede

Nos primeiros três anos, o empreendedor abriu outras 24 unidades da escola e daí para frente ela só cresceu. A marca se valorizou e em 2013, ele vendeu a empresa por mais de R$ 800 milhões.

Dois anos depois, ele comprou a empresa de volta pela metade do valor, uma vez que o antigo comprador faleceu e não havia interesse dos herdeiros em seguir com o negócio.

Papo Íntimo com Flávio Augusto
Flávio Augusto e Sandra Chayo nas gravações do podcast Papo Íntimo. Imagem do Youtube

Quais são os desafios nos negócios para Flávio Augusto?

O fundador da Wise Up já iniciou a empresa com uma meta arriscada, uma vez que para conseguir arcar com o empréstimo que fez precisava fazer pelo menos 100 matrículas todos os meses. 

Ele não apenas conseguiu atingir essa meta, como tornou a empresa uma das mais rentáveis do setor, com a expansão para milhares de franqueados.

Reestruturação durante a pandemia 

Um dos momentos decisivos para o negócio ocorreu durante a pandemia de Covid-19. Isso porque, devido ao perigo de contágio, aulas em escolas foram suspensas. 

Nesse contexto, ocorreu ainda uma grande crise econômica, em que as pessoas tiveram que conter os gastos.

Logo, os cursos livres, que não eram essenciais, foram um dos setores que mais sofreram com as baixas das matrículas.

Para contornar a situação, Flávio elaborou um plano de ação, com a migração de todas as atividades para o meio virtual, bem como, os processos de vendas. A partir disso, surgiu a Wiser, uma edtech que cresceu muito nos últimos anos.

Quais são os planos do empreendedor?

Flávio revelou que um de seus sonhos é se dedicar a projetos sociais, a fim de incentivar os jovens a empreenderem, assim como ele fez no início de sua jornada.

Por isso, ele não exclui a ideia de vender a empresa ou fazer um EPO dela na bolsa. Ele usa o seu Instagram @geracaodevalor para dividir pensamentos e dicas com o seu público.

Aliás, é autor de várias obras, como o livro “Ponto de Inflexão”. Além disso, ministra palestras sobre o tema empreendedorismo e visão de negócios.

Assista à íntegra da entrevista de Flávio Augusto com Sandra Chayo para o podcast Papo Íntimo clicando aqui. Por fim, os demais episódios também já estão disponíveis no YouTube.

Produtos Relacionados

Gostou desse conteúdo? Leia também: