Oferta Relâmpago
Hope Lingerie Logo
Hope Resort Logo
Bonjour Lingerie

Frete Grátis nas compras acima de R$ 249,00 | 6X sem juros*

Passos essenciais para fazer a higiene feminina íntima de forma correta

Passos essenciais para fazer a higiene feminina intima de forma correta

A higiene feminina íntima é um cuidado essencial que deve fazer parte da rotina diária de todas as mulheres. Isso porque, manter a região genital saudável ajuda a prevenir infecções e problemas de saúde, além de promover o bem-estar e a autoconfiança. 

Quais são os mitos em relação à higiene feminina íntima? 

É muito comum o mito de que uma boa higiene feminina íntima é aquela que deixa a área seca e completamente livre de odores. Mas, isso é um equívoco e pode ser até mesmo prejudicial, pois a vagina tem o seu próprio:

  • cheiro;
  • pelos;
  • secreções. 

Isso porque, a flora vaginal possui uma população de bactérias do tipo Lactobacillus que funcionam como uma proteção natural do microbioma vaginal.

Assim, é preciso haver uma boa higiene íntima, contudo, ela não deve ser intensa ou profunda demais. 

Apenas a parte externa, ou a vulva, como é seu nome, deve ser limpa, pois a parte interna tem um PH diferente, menos ácido e quando há a limpeza por dentro, acaba favorecendo o crescimento de microrganismos que fazem mal a região. 

Como fazer a higiene feminina íntima? 

Para manter a higiene feminina íntima em dia, é importante lavar a vulva, a qual é a parte externa da vagina, diariamente.

Porém, o ideal é que a limpeza seja feita usando apenas água e sabão neutro, ou produtos próprios para isso, como os sabonetes íntimos. 

Na hora de limpar esta área, dê uma atenção especial a região que pode ter esmegma. Ou em outras palavras, os resíduos formados pelo óleo e a gordura genital. Contudo, evite: 

  • sabonetes comuns;
  • ducha vaginal;
  • lavagens internas. 

A vagina tem uma espécie de sistema de defesa natural que previne infecções e doenças e tanto a ducha quanto as lavagens internas, podem minar estas defesas e fazer com que ela fique mais suscetível a inflamações. 

Passos essenciais para fazer a higiene feminina intima de forma correta

Link do produto dessa imagem: Short doll mangas curtas em viscose estampada Giógia estampa Giórgia

A menstruação e as roupas 

Durante a menstruação é preciso seguir os mesmos passos de higiene e ter um cuidado extra, uma vez que neste período, o PH fica alterado. Além disso, também é crucial ficar atenta ao prazo de troca do absorvente. 

As roupas também exercem influência na higiene íntima da mulher. Assim, dê preferência a peças de algodão ou outros tecidos que permitam a respiração sem gerar acúmulo de umidade. 

O papel higiênico

Ao usar o papel higiênico, deve-se fazer isso sempre de frente para trás. E este é um ponto muito importante, pois, quando o movimento é feito do ânus para a vagina, há um risco muito alto de contaminar a região intima com bactérias. 

Embora a região vaginal também tenha bactérias, elas não são capazes de prejudicar a região anal. Porém, o contrário sim, porque, neste contexto, elas vêm da flora intestinal e são mais danosas. 

A depilação influência na higiene feminina íntima? 

A depilação tem influência na higiene feminina íntima, por isso, merece atenção, bem como, bastante moderação. Em primeiro lugar, tirar ou manter os pelos é uma questão de gosto pessoal e estético, contudo, é preciso ponderar e: 

  • evitar a depilação excessiva;
  • não tirar todos os pelos;
  • jamais deixar os pelos grandes demais. 

A depilação em excesso, seja por meio da cera ou da lâmina, provoca microtraumas e eles podem favorecer a entrada de fungos e bactérias que podem levar a questões de saúde mais sérias. 

Os pelos, de modo geral, fornecem uma camada protetora na região, desse modo, não é bom se livrar de todos eles.

Porém, pelos grandes ou em excesso, também podem tornar a higiene mais difícil. Assim, a recomendação é moderação e equilíbrio. 

Passos essenciais para fazer a higiene feminina intima de forma correta

Link do produto dessa imagem: Camisola alças finas em viscose estampada Giorgia

É para fazer a higiene feminina íntima após a relação sexual?

Uma boa higiene feminina íntima após a relação sexual é fundamental. E a primeira recomendação é após o contato íntimo, urinar. Depois disso, lavar a região externa com água e um pouco de sabão ou sabonete íntimo. 

Fazer isso, previne infecção urinária e outras doenças. Se você se sentir confortável, também é indicado que durma sem calcinha, para haver ventilação e manter o PH da vagina e o bem-estar sexual. Caso não se sinta confortável, use: 

  • calcinha de algodão;
  • roupas leves;
  • peças mais largas. 

Caso use lubrificantes, dê preferência aqueles que são a base de água, pois os de silicone ou óleo são mais difíceis de dissolver na água.

Assim, eles podem dificultar fazer a higiene e como efeito, facilitar o surgimento de infecções e a queda na libido

Absorventes e protetor diário 

Embora seja cômodo, em especial, para mulheres que enfrentam muitas horas longe de casa, usar absorventes ou protetor diário fora do período menstrual como parte da rotina é algo que não é aconselhável. 

Fazer isso, deixa a área íntima quente e abafada, tornando o ambiente propício para que as bactérias e fungos cresçam. Além disso, deve-se evitar os produtos com aromas, pois eles podem causar irritação na mucosa. 

O cuidado com a região íntima promove a saúde geral da mulher, o bem-estar e a autoestima. Então, use as dicas para fazer a higiene e explorar a sua intimidade. 

PRODUTOS RELACIONADOS

Gostou desse conteúdo? Leia também: